You are currently browsing the monthly archive for março 2010.

 por Suzy Belai

 

As artes orientais são fantásticas e quando se fala em papel então…

Muitos já conhecem o origami, que é uma técnica de dobrar e às vezes colar papel para adquirir uma forma. O kirigami, é uma variação do origami, onde é possível, através de recortes e colagens reproduzir imagens em 3D.

Dois representantes interessantes desta arte: Peter Callesen e Ingrid Siliakus.

Callesen tem uma vasta obra, muitas delas utilizando apenas uma folha de papel. Ele tem trabalhos em A4 e também gigantescos como um castelo medindo 3 metros de altura.

Veja no vídeo abaixo algumas de suas obras.

Siliakus, artista holandês, se especializou em trabalhos arquitetônicos, representando edifícios e casas, como estes abaixo.

     

Para ver mais:

Peter Callesen

Ingrid Siliakus

Anúncios

Esta música de Guinga em parceria com Aldir Blanc, faz parte do álbum Cataventos e Girassois cantado pela Leila Pinheiro. Considero o melhor álbum deles e esta música…. é especial.

Que no ancoradouro desta vida, muitos encontros possam se realizar em toda sua plenitude…

Suzy

 

Neblinas e Flâmulas

Vivemos de olhares em todos os lugares
e a gentileza em nós nos faz heróis covardes
dois bichos desejando em jaulas diferentes
num cio infindo atrás de grades
e a possibilidade
de gozo e de saudade, floresce sem dar fruto
e o luto sem saída na hora não-vivida
é bem pior pro coração que a despedida.
Entre a neblina ouvimos o som dos nossos sinos
e ansiamos nos tocar: os olhos criam luzes.
Cada encontro os teus olhos barcos pedem ao meu um cais.
Nas noites estreladas com velas desfraldadas
vejo você se aproximar e os olhos brilham:
acendo a minha quilha, enfeito toda a ilha pra esse encontro imorredouro
e no ancoradouro as flâmulas que aceno se cobrem de sereno:
são lágrimas choradas em cada madrugada…
quem viu o amor renunciar ao desvario?
Mas no fim da viagem, na hora da abordagem, sinto você se desviar…
Netuno sopra as luzes.
Fim do encontro: os teus olhos barcos gritam adeus no mar dos meus.

 

Muitos já sabem o quanto é bom uma massagem nos pés. Faz bem ao corpo inteiro.

Agora, já sabiam que os pés podem dizer muito de quem somos?

Ontem o especialista em reflexologia podal Osni Tadeu, esteve no programa Mais Você “lendo” alguns pés de pessoas presentes no estúdio. Confira a reportagem. Ficou bem interessante.  Clique aqui.

Um abraço,

Suzy Belai

Ódio, Alegria, Medo, Coragem, Mágoa, Esperança, Tristeza e Amor, estão presentes em todos nós. Depende do nosso momento, do que nos acontece, das circunstâncias e como lidamos com elas.

Uma mesma situação pode ser trágica para uns e cômica para outros. Depende do nosso movimento interno no momento.

Abaixo, fiz uma seleção das principais respostas de candidatos em vestibulares de música pelo Brasil.

O que será que você irá sentir?

Um abraço,

Suzy Belai

*  *  *

· Bach está morto desde 1750 até os dias de hoje.

. A ópera mais Romântica é a Paixão de Mateus por Bach.

· Handel era meio alemão, meio italiano e meio inglês. (Este tem dificuldade inclusive com matemática)

· Beethoven escreveu música mesmo surdo. Ele ficou surdo porque fez música muito alta. Ele caminhava sozinho pela floresta e não escutava ninguém, nem a Pastoral, uma mossa que poderia ser a sua Amada Imortau e inspirou ele a criar uma sinfonia muito romântica. Ele faliu em 1827 e mais tarde morreu por causa disto. (Criativo… rss)

· Henry Purcell é um compositor muito conhecido, mas até hoje ninguém ouviu falar dele. (?????)

· A harpa é um piano pelado. (Essa foi ótima!)

· Opus Póstuma é música composta quando o compositor compôs depois de morto.

· Mozart morreu jovem. Sua maior obra é a trilha do filme “Amadeus”.

· A importância de “Tristão e Isolda” reside no fato de que é uma música muito triste. Mais triste que a “Tristesse” de SCHOPING. (Ele chegou perto: Chopin)

· Virtuoso no piano é um músico com muita moral. (Faz sentido!)

· Os maiores compositores do Romantismo são: Chopin, Schubert e Tchaikovsky. No Brasil temos Roberto Carlos e Daniel. (Romantismo é diferente de romântico)

· Música cantada por duas pessoas é um DUELO. (Duelo ou Dueto???)

· Eu sei o que é um sexteto, mas não sei dizer. (Hahahah)

· Stravinsky revolucionou o ritmo com “A MASSACRAÇÃO da Primavera”. (Tudo bem que A Sagração da Primavera não é uma música muito fácil de ser ouvida, mas aqui ele exagerou!!!)

· “Carmen” é uma ópera e “CARMINHA Burana” é sua filha. (Árvore genealógica em música? Esta foi novidade…)

· Muitos pesquisadores concordam que a Música Medieval foi escrita no passado.

· Chopin fez poucas baladas, pois sofria de tuberculose. Assim não dava para ele cair na gandaia à noite, dançar, beber e curtir as minas, mais parece que ele não era chegado.

· Cage inventou os 4 minutos de silêncio. (era um pouco mais: 4 minutos e 33 segundos… Acho que precisamos colocar esse “invento” de John Cage mais vezes em prática. Leia uma explicação bacana do Ricardo Bittencourt)

· Suíte é uma música de danceterias barrocas.

· Há uma espécie de Corais feita por Bach, que se chamam Florais e são usados como remédios milagrosos.

. “As Quatro Estações” é o CD mais vendido da banda do Vivaldi, depois que fez sucesso num comercial de sabonete, que não me lembro o nome agora. (Só para informar: era para o comercial da Vinólia, e fez parte de um projeto bem amplo)

· Os compositores Renascentistas reviveram a música, pois ela havia sido morta pela Inquisição.

· As Fugas de Bach são famosas porque ele não queria ficar preso em nenhum sistema. (E nem eu!!! Mas…)

· Barroco é uma palavra derivada de Bach.

· Música atonal é aquela sem som ou que explora o não-som, mais ou menos quase um anti-som. Seus mais importantes criadores são da família Berg: Schoenberg, Albanberg e Weberg. (Puxa!!!)

· Pierre Boulez e STOQUEHAUZEN são compositores contemporâneos. É raro ser contemporâneo, pois muitos contemporâneos não vivem até morrer. (Será que a segunda opção dele neste vestibular foi para Filosofia?)

· A mais bela sinfonia é a Ódio e Alegria de Beethoven. (Este conseguiu uma proeza: não sei mesmo se é prá rir ou chorar, porém concordo que este poema de Schiller “Ode à Alegria” faz parte da mais bela sinfonia do Beethoven, tanto musicalmente quanto pela sua visão. Leia mais)

De acordo com Reich, a vida só pode ser realmente vivida com plena presença, pela capacidade de se entregar e ser quem se é verdadeiramente. 

Essa visão está presente neste poema de Fernando Pessoa, assinado com o heterônomo de Ricardo Reis.

 

“Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim como em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.”

Tudo na Natureza muda…
Tudo é instável.
O Vento traz a Água das chuvas para nutrir a Terra
e andarás no solo com calma e flexibilidade.
Com o Vento aprenderás o que não se pode compreender.
Sendo que nenhuma onda de fanatismo é benéfica,
a Água, possui a capacidade de não se fazer agarrar…

(Rosângela Aliberti)

Trechos selecionados do livro: Concerto para corpo e alma, de Rubem Alves, com vídeos do Grupo Corpo, uma companhia de dança mineiro, e trilha sonora do também mineiro Grupo Uakti – fantástico!!!, – que cria seus próprios instrumentos através de materiais do cotidiano.

Sites interessantes:

Rubem Alves: http://www.rubemalves.com.br
Grupo Corpo: http://www.grupocorpo.com.br
Grupo Uakti: www.uakti.com.br

__________________

“Na música a nossa beleza aparece como entidade sonora. Ao ouvir música nos transformamos em música. Sou a música de Bach que estou ouvindo. É uma alegria efêmera. Porque, em oposição à pintura e à escultura, a música acontece no tempo – e a beleza vai escorrendo pelo corpo como água. Alegria que se sente para logo ser perdida. Daí a tristeza da música, a minha tristeza.”

“Minha tristeza é provocada por um CD, esse mesmo que estou ouvindo. Do Grupo Corpo. O Grupo Corpo é uma companhia de dança. Não é possível descreve-lo. Só sei que, nas poucas vezes que os vi, fiquei possuído. Meu corpo se recusou a simplesmente ver o espetáculo. Ele queria abraçar aquilo que via e ouvia. A música é assim: não quer ser só ouvida. Quer possuir corpos, transformar-se em vida, tornar-se carne. ‘…e a Música se fez carne…'”

“Compreendi que a vida não é uma sonata que, para realizar sua beleza, tem que ser tocada até o fim. Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de minissonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade.

Um único momento de beleza e de amor justifica a vida inteira.”

Esta é uma bem-humorada constatação feita pela fisioterapeuta Luciana Brites, em seu blog “Equilíbrio é Arte!” (http://lubrites.wordpress.com)

__________________________

ACUPUNTURISTA É ASSIM:

Não chora, nem fica triste… …Desperdiça líquido orgânico, lesando o P;

Não rí..Exterioriza a energia do Shen;

Não é dócil, nem flexível …É dominado pelo elemento Terra;

Não é “sarado” … Seu tônus é mantido pela subida de Qi propocionado pelo BP;

Não respira… Inala Qi puro e exala o Qi impuro;

Não entra no climatério ….Pode estar fazendo um quadro de calor no coração;

Não tem TPM…. Provavelmente pode estar acontecendo estagnação de GAN;

Não é comunicativo(a) …Seu HUN que é forte;

Não tem preguiça… Tem é o ZHI fraco;

Não tem lapsos de memória, nem é burro(a)…. Tem é uma grande chance se estar com seu YI em desarmonia;

Não fica “duro”…. sua parte YIN é que enfraqueceu;

Não é guloso…tem tendências a provocar diminuição do Qi do BP;

Não é medroso(a)…Tem o Rim em estado de desequilíbrio energético;

Não sente raiva, nem depressão….Sente que fatores levaram a alterar a energia do fogo do seu fígado;

Não tem doenças mentais….Sofre de distúrbio denominado DIAN KUANG…

Ou seja…

Acupunturista não é um ser equilibrado… É um ser em harmonia entre o YIN e o YANG

Acupunturista não é um ser feliz…… Ele é um ser em completa comunhão com o TAO!

Encontrei dois vídeos que me chamaram a atenção. São idéias interessantes, simples e criativas.

Coral de Plaquinhas

Uma apresentação que realmente me surpreendeu. Jamais havia pensado num Aleluia de Haendel assim!!!

Desenhos com areia de Ilana Yahav

Utilizando areia, vidro e iluminação que, aliado à criatividade da artista, este trabalho parece que adquire vida. Este vídeo não é recente, mas ainda me faz sonhar. O site da Ilana é http://www.sandfantasy.com

Ler cada um dos livros criados por Luciana Betti, do Fabuloso Reino de Além Véu, é caminhar por uma estrada especial.

Todas as páginas são concebidas com tanto carinho, que se percebe pelas escolhas das palavras e das imagens. As ilustrações são ricas em detalhes, fantasia e encanto, que só podemos notar se prestarmos a atenção.

Se quiser conhecer melhor e adquirir os livros, acesse: www.alemveu.com

Selecionei alguns dos livros disponíveis:

Recadeiro do Reino de Além Véu
O editor Pena Leve, nos apresenta as fantásticas casas de Além Véu.

O Fabuloso Ofício de Dona Agulha Furada
Dona Agulha Furada é uma prendada costureira que mostra como são feitas as roupas dos mais variados seres de Além Véu.

A História Feliz de Joca Sopra Aprendiz (livro com CD produzido pelo OuvirAtivo e composição de Luciana Betti e Marcelo Petraglia)
Joca Sopra, o aprendiz de músico, está em apuros pois não encontra o clarim de seu mestre Tuba Grave. Como ele fará para tocar na grande festa do Coroado?

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 765 outros seguidores

Esclarecimento

Quase todas as imagens aqui publicadas são obtidas na Internet. Agradeço se me informar o nome do autor caso não conste ou se alguma está protegida pelos direitos autorais - copyright.