Trechos selecionados do livro: Concerto para corpo e alma, de Rubem Alves, com vídeos do Grupo Corpo, uma companhia de dança mineiro, e trilha sonora do também mineiro Grupo Uakti – fantástico!!!, – que cria seus próprios instrumentos através de materiais do cotidiano.

Sites interessantes:

Rubem Alves: http://www.rubemalves.com.br
Grupo Corpo: http://www.grupocorpo.com.br
Grupo Uakti: www.uakti.com.br

__________________

“Na música a nossa beleza aparece como entidade sonora. Ao ouvir música nos transformamos em música. Sou a música de Bach que estou ouvindo. É uma alegria efêmera. Porque, em oposição à pintura e à escultura, a música acontece no tempo – e a beleza vai escorrendo pelo corpo como água. Alegria que se sente para logo ser perdida. Daí a tristeza da música, a minha tristeza.”

“Minha tristeza é provocada por um CD, esse mesmo que estou ouvindo. Do Grupo Corpo. O Grupo Corpo é uma companhia de dança. Não é possível descreve-lo. Só sei que, nas poucas vezes que os vi, fiquei possuído. Meu corpo se recusou a simplesmente ver o espetáculo. Ele queria abraçar aquilo que via e ouvia. A música é assim: não quer ser só ouvida. Quer possuir corpos, transformar-se em vida, tornar-se carne. ‘…e a Música se fez carne…'”

“Compreendi que a vida não é uma sonata que, para realizar sua beleza, tem que ser tocada até o fim. Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de minissonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade.

Um único momento de beleza e de amor justifica a vida inteira.”

Anúncios