Composições de Astor Piazzolla ditam o tango da Cia Rodinei Barbosa no Cine Teatro Cuiabá

 

Músicos, bailarinos e cantora interpretam nesta sexta e sábado, composições do mestre Piazzolla, entre elas, “As Quatro Estações Portenhas”.

A dramaticidade do tango e as notas do violino, do piano e do cello vão inebriar os sentidos da platéia do Cine Teatro Cuiabá, nesta sexta-feira (30) e sábado (31). Enquanto músicos interpretam as composições do célebre Astor Piazzolla, “As Quatro Estações Portenhas”, bailarinos da Cia de Dança Rodinei Babosa apresentam no palco os movimentos do mais intenso e melancólico tango.

O espetáculo envolve renomados músicos, atualmente residentes no estado do Rio de Janeiro, mas que iniciaram seus estudos em Cuiabá, como Deivison Branco no violino, Cléo Branco no piano e Ronildo Alves no cello. Além das Estações, o público pode conhecer outras peças de Piazzolla, como “Libertango”, uma de suas mais conhecidas composições, “Milongas” que se diferencia do tango por ter um caráter mais melancólico, e “Le Grande Tango”, uma peça escrita originalmente para cello e piano, mas que é interpretada por violino e piano no espetáculo. A convidada especialíssima é a grande cantora Verá Capilé, que com sua bela voz interpreta a composição “Balada Para Un Loco”.

Astor Piazzolla

Incorporando elementos do jazz e da música erudita ao tango, mais notório ritmo argentino, o compositor e bandoneonista Piazzolla nasceu em 1921, em Mar Del Plata. Astor Piazzolla sempre compôs compulsivamente produzindo obras para cinema, teatro, orquestra sinfônica, além de inúmeras peças para as mais variadas formações instrumentais.

Sua música transpira sensações explorando possibilidades sonoras. É explosiva, dinâmica, impulsiva, oprimida, por vezes triste e amargurada. Sua inovação no ritmo, timbres e na harmonia, revolucionaram a música portenha principalmente o tango, que deixou de ser executado apenas nas casas especializadas, passando a ser apreciada nas principais salas de concerto do mundo. Astor Piazzolla faleceu em Buenos Aires no dia 4 de julho de 1992, mas deixou como legado sua inestimável obra e a enorme influência de seu estilo.

“As Quatro Estações Portenhas”

Buscando inspiração nos célebres concertos de Vivaldi, Piazzolla compôs a obra “As Quatro Estações Portenhas” entre os anos de 1964 e 1970, colocando nela uma atmosfera latina, melancólica e vigorosa, assim como o próprio tango. Ele descreve através da música a forma de vida e as sensações dos portenhos nas quatro estações do ano, Primavera, Verão, Outuno e Iverno.

Serviço:

“Estações Portenhas” – Cia de Dança Rodinei Barbosa
Cine Teatro Cuiabá

Sexta-feira, 30 de julho, às 20h.

Sábado, 31 de julho, às 20h.

Valor: 30 reais e 15 reais meia entrada.

Venda: Bilheteria do Cine Teatro Cuiabá, a partir de terça-feira (27), das 14h às 18h. Sexta e sábado, das 14h e até cinco minutos antes de iniciar o espetáculo.


Informações

Clube d@s Amig@s
Cine Teatro Cuiabá (CTC)
(65) 3624-5845

Assessoria de Comunicação
Ângela Coradini
(65) 8117-6199

Anúncios